ENDEREÇOS CREDENCIADOS EM SOROCABA

 

• Centro - Rua Santa Clara, 412  - fones 15 3233-4924 / 15 3211-0072

 

• Terminal São Paulo - Leopoldo Machado, 408 - fone 15 3212-3938

 

• Rua Hermelino Matarazzo 414 - fone 15 3234-2202

 

• Itavuvu - Rua Atílio Silvano 42 - fone 15 3226-2285

 

• Éden - Rua João Mustafá, 525 - fone 15 3325-6104

 

• Wanel Ville - Av. Elias Maluf, 1216 - fone 15 3202-1988

 

• Ipanema -  Av. Angélica, 844 - fone 15 3213-9408

 

 

ENDEREÇOS CREDENCIADOS EM VOTORANTIM

 

• Centro - Av. 31 de Março, 535 - fone 15 3243-1522

 

• Centro - Av. 31 de Março, 519 - fone 15 3247-4101

 

  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Instagram - White Circle

BIGDENTAL 24 H SOROCABA/VOTORANTIM TUDO EM ODONTOLOGIA!
Crosp 4514 - Responsável Técnico Dr. Luiz Lima - Crosp 24881 

© 2018 BIGDENTAL todos os direitos reservados. 

Artigos Publicados na Mídia

Saúde Oral / Belo Sorriso

A manutenção de uma boa saúde oral não significa apenas ter um belo sorriso, que se traduz por dentes claros, corretamente alinhados e bem contornados. Acima de tudo, eles têm que estar saudáveis. A boca, para manter-se em ordem, e afetar positivamente o restante do organismo, necessita de cuidados específicos neles e nos órgãos que os circundam, tais como, os ossos e as gengivas.

A presença de lesões bucais altera esse equilíbrio, afetando a mastigação e a respiração e debilitando a imunidade de pessoas comuns e de atletas profissionais. A Odontologia Desportiva demonstrou que focos infecciosos dentários reduzem em até 21% o rendimento de um atleta, pois, ao se espalharem pela corrente sanguínea, agravam doenças cardíacas, trazem desordens articulares nos joelhos e nos ombros, além de dificultarem a recuperação de lesões musculares e desenvolverem a falta de fôlego; ou seja, mais do que tudo isso, a Odontologia, não só previne e trata traumas dentários, mas também auxilia na recuperação de atletas, tornando-os mais rápidos, ágeis e eficientes.

 

Dor de dente interfere na vida das pessoas, tira o sono, atrapalha a concentração no trabalho e nos estudos e, pior do que isso, quando chega nesse ponto, não adianta tomar antibióticos, como muita gente faz, pois, embora combatam as bactérias e microorganismos invasores, eles atingem também as células boas e de defesa do paciente. O ideal, frente a uma situação como essa, é procurar o profissional, o cirurgião-dentista. Só ele vai te ajudar. Seja ele um clínico-geral ou um especialista.

 

E qual o porquê deste artigo? Para alertar que o tratamento de canal, ao contrário do que grande parte da população imagina, não é feito apenas quando um dente dói, basta a polpa estar necrosada, isto é, quando ela já “morreu”, podendo advir, daí, um foco dentário. Em alguns casos, são traiçoeiros, pois, mesmo com a infecção na sua boca, a dor não se manifesta e essas lesões ficam minando o sistema de defesa orgânico, já que estão sem tratamento. Em outros casos, esse foco caminha para um edema, e aí vem o vexame, o rosto incha, podendo ficar rubro, vermelho, e trazer dor, muita dor. Evoluindo um pouco mais, esta lesão pode fistular, drenar pela gengiva um pus altamente desagradável. E engana-se quem pensa que essa situação acontece somente nas classes D e E, nas C, B e A também, e, sempre, pela falta de um exame preventivo. Em situações como essa, o não tratamento de canal, pode levar à perda do dente.

 

Os abscessos, que são lesões.... , quando não drenados a tempo, podem se abrir extra-oral; ou seja, do lado de fora da boca, deixando uma cicatriz no rosto, que só poderá desaparecer com uma cirurgia corretiva. Essas marcas podem afetar a auto-estima do paciente, alterações na aparência refletem-se no comportamento psicológico e social do ser humano, podendo ocorrer mudanças que variam desde o simples disfarce do problema até a total introversão do indivíduo.

 

E então, o que fazer para prevenir tamanho problema? Visite o seu dentista e peça a ele uma radiografia, que, em muitas vezes, deve ser a panorâmica, para englobar todos os dentes.

 

Outro fator que afeta a auto-estima é o escurecimento de um dente isolado, em especial, os anteriores superiores, isto é, os dentes da frente e de cima, que ocasionam sorrisos tímidos e disfarçados. Esse problema é causado, outra vez, pela necrose da polpa, provavelmente provocada por uma batida no dente, ou por uma restauração grande, que

não recebeu tratamento adequado. Nos dois casos, a solução existe e a odontologia vai fazer com que o indivíduo volte a sorrir com espontaneidade.

 

E nas crianças, nos dentes-de-leite, existe também chance de problemas semelhantes? Podem ter os mesmos focos infecciosos dos adultos? Sim. Uma cárie nos dentes decíduos, como são chamados, por possuírem menor quantidade de estrutura dental, alcança a polpa mais rápido e aí o tratamento de canal far-se-á necessário. A extração destes dentes, exceto nos momentos de troca com os permanentes, é um erro que está sendo, dia-a-dia, menos cometido.

A odontologia sorocabana/votorantinense está em um ótimo momento tecnológico, esta ciência tem evoluído muito, basta ver o que a ortodontia/ortopedia tem feito com o reposicionamento dos dentes, a implantodontia/prótese, "renascendo" dentes perdidos, as cirurgias, transformando a estética facial, a dentística restauradora, deixando os dentes com as cores originais, enfim todas as áreas têm trazido verdadeiras revoluções à população.

Entretanto, está nos recursos humanos da odontologia a grande mudança; ou seja, o surgimento dos especialistas trouxe uma qualidade indiscutível e inquestionável ao tratamento. O periodontista, que cuida da gengiva, o estomatologista, responsável por avaliar as doenças graves da boca, e, em especial, o/a endodontista, que trata da prevençao, diagnóstico e cura das alterações da polpa - que é um tecido localizado no interior do dente, no meio da raiz, popularmente conhecido como canal - e que vive estudando e aprimorando-se em técnicas avançadas para, através de equipamentos específicos, propiciar um tratamento que, se antes era feito em 04 ou ou 05 sessões, hoje, realiza-se em apenas uma só, e com qualidade total, com maior chance de sucesso e sem riscos de recidivar.

Há 27 anos atrás, toda essa facilidade era impossível, não só para os cirurgiões-dentistas particulares quanto àqueles que trabalham em órgãos públicos; basta observar que, hoje, os órgãos públicos também oferecem aos nossos munícipes tratamentos com a mesma qualidade. São as prefeituras fazendo a parte que compete a elas.

 

 

A gravidez merece um parágrafo à parte nesta publicação. Durante este período, inúmeros estudos mostram que, além de alterações hormonais, ocorre também um aumento na acidez bucal, que facilita o aparecimento de inflamações na cavidade oral, e, mais recentemente, tem-se observado um número maior de doenças pulpares inflamatórias, em conseqüência de uma higiene oral negligenciada. Mulheres grávidas, com dor de dente, têm receio de procurar ajuda profissional, pensando que o tratamento possa interferir na gestação ou no feto, mas a dor e a ansiedade podem ser mais prejudiciais que o próprio tratamento. As urgências, que vão aliviar a dor, podem ser realizadas em qualquer momento da gestação; porém, para a execução do tratamento de canal, recomenda-se entre o segundo e terceiro trimestre da gravidez, quando o feto está um pouco mais adaptado ao estado em que se encontra.